Contatos gay

Sem categoria
280 visualizações
Contatos gay

 

Tenho 21 anos, quando era mais novo tinha um amigo de infância com quem tive experiencias, ele tinha a minha idade e já tinha um pénis enorme que eu adorava mamar, sempre que podiamos, em casa ou no meio do mato tinhamos relações. Não existia penetração, tentamos muitas vezes mas era só encostar e fazer pressão. Comecei a namorar com uma rapariga pouco depois até hoje e desde então parei com esses contatos gay. Mas à pouco tempo voltei a sentir curiosidade. Soube de um sitio isolado onde era frequentado por muitos homens que queriam sexo. Fui lá por curiosidade à 1:00 da manhã e só encontrei 2 carros, quando cheguei estavam 2 homens, um de pé e o outro parecia estar a mamar, como cheguei de carro, as luzes deixaram-nos atrapalhados, o que estava a mamar entrou num carro e foi embora. Saí do carro e comecei a fumar, o outro aproximou-se de mim, comecei logo a tremer, pediu-me lume, dei-lhe. Perguntou se costumava ir ali e o que procurava. Disse que não e que não tinha experiencia e que estava só curioso. Ele perguntou-me se era passivo, respondi que era versatil e perguntei o mesmo, ele sorriu. Aproximou-se um carro, como não queria ser visto disse que ia para o carro. Ele disse para seguir o carro dele, parou no meio do campo, parei o carro ao lado do dele. estava a fumar encostado ao carro e ele aproximou-se e começou a roçar-se em mim e queria beijar-me, não deixei e disse que não gostava. baixei as calças e ele também, começamos a brincar com os paus, ele estava rapado, parecia ter uns 28 anos e era elegante e alto. O pau murcho parecia enorme, quando dei por mim estava com ele na boca a mamalo todo incluindo os colhões. Ele estava a gemer cheio de prazer, perdi a noção do tempo, devo ter ficado uma meia hora a chupar aquele pénis enorme e apetitoso. Ele de repente diz que me quer foder o cuzinho, eu disse que nunca tinha feito e tinha medo. Ele tirou um preservativo, colocou, baixou-se e começou a lamber-me o anus e a enfiar dedos, foi tão bom. Depois debrucei-me sobre o capõ do carro e ele com muito jeitinho foi tentando enfiar (estava nervoso), até que entrou um pouco mais da cabeça, variou entre movimentos brutos e outros meigos. Numa altura estava a doer imenso e perdi a tesão, mas ele acalmou-me e começou a bater-me uma e então voltei a sentir um prazer incrivel e ele continuou a foder-me, estava a chover e nós ali sempre sem parar. No final estava a doer-me um pouco, ele tirou, chupei-lhe durante um bocado até ele se vir cheio de prazer. Eu bati uma e vim-me imediatamente a seguir. Despedimo-nos com aperto de mão, não sei o seu nome nem de onde é. Passo os dias a desejar encontra-lo para ele me espetar todo aquele pénis delicioso. Só decorei as letras da sua matricula e a marca e cor do carro...

David Simoes

Comentários

Nenhum comentário foi adicionado nesta publicação

Adicionar novo comentário

Você deve estar logado para adicionar um novo comentário. Faça login
Queres inserir um anuncio? Criar uma conta
Utilizador não logado
Olá wave
Bem-vindo! Entrar ou registrar-se